Brasil, 13 de Dezembro de 2018
17 de setembro de 2018

Eu, a tricologia, o Brasil e o mundo

Sandra Rojas

 

A Tricologia vive um momento de transição, expansão e multiplicação acelerada de seus ‘saberes’. No Brasil e no mundo, a atuação nesta área passa por uma verdadeira explosão de formações e informações. 

E pensando em auxiliar todos os profissionais a compreenderem melhor este cenário, resolvi contar uma história: o meu encontro com a tricologia e como a nossa relação nos levou a caminhos interessantes no Brasil e no mundo. 


A história começa na Inglaterra....

A tricologia nasceu na Europa. No ano de 1902 um grupo de médicos, cientistas e cabeleireiros ingleses se reuniram com a determinação de estudar as doenças de couro cabeludo. Fundaram então o College of Diseases of Hair (Faculdade das Enfermidades do Cabelo) com o objetivo de promover estudos científicos de forma profissional e compartilhar conhecimentos promovendo a ciência do cabelo. 

Mais de 20 anos depois, em 1925, um Instituto focado no setor de Tricologia foi formalmente constituído – o Institute of Trichologist – e por seu trabalho sério é prestigiado e referenciado na área até os dias de hoje. 

E neste caminho, em 1928, sob a supervisão de Sr. Francis Law, foi fundado o Hospital Scalp and Hair (Hospital do Cabelo e Couro Cabeludo). Esta instituição prestou diversos serviços públicos e se tornou muito respeitada. E assim o conceito de Tricologia começou a se solidificar. 


Enquanto isso, no mundo....

Com o desenvolvimento da Tricologia na Inglaterra, o mundo começou a olhar para ela e compreender sua importância. E assim, em 1974, uma associação sem fins lucrativos foi criada na Califórnia, Estados Unidos.  

A International Association of Trichologist (IAT)  está presente em todo o mundo e promove o estudo, a pesquisa e a prática legítima, em todos aspectos, do tratamento e cuidados do cabelo e do couro cabeludo. Nos dias de hoje sua sede fica na cidade de Sydney, Austrália, onde é presidida pelo renomado e internacionalmente reconhecido tricologista, Mr. David Salinger.


Em terras brasileiras, encontros

A minha história com a Tricologia começa com a formação acadêmica em visagismo e terapia capilar onde, no ano de 2009, conheci Dr. Ademir Carvalho Leite Junior, chairman da IAT no Brasil. Na ocasião, ela era um professor convidado da universidade e fez uma apresentação sobre a possibilidade da realização de uma Formação Internacional em tricologia através da IAT. 

À época, o curso era ministrado em inglês, o que para mim seria uma dificuldade, mas minha paixão pelo assunto e a busca incansável sobre informações acerca terapia capilar aumentava a cada dia e seria consolidada nos próximos anos.  

Após a finalização e uma pós-graduação em Cosmetologia e outra em tricologia e terapia capilar, resolvi dar um passo ousado, pois acreditava que isso poderia trazer mudanças significativas ao setor no Brasil: fiz uma sugestão ao Sr. Antonio Junior de Carvalho, gerente-geral de um dos principais eventos de beleza no mundo, a Hair Brasil, sobre um evento educacional – que diga-se de passagem é o DNA do da feira - para falar sobre Tricologia.

Começamos então um movimento para levar educação de alto nível a este público específico. O Congresso de Tricologia Hair Brasil já está caminhando para a sua 7ª edição e eu sou a coordenadora científica deste maravilhoso projeto.

Com a Academia Brasileira de Tricologia (ABT) como uma instituição apoiadora até os dias de hoje, tenho a certeza que os Congressos nos Fóruns Educacionais Hair Brasil foram pioneiros e  fundamentais para consolidação e crescimento da Tricologia no país. Sempre tivemos no foco o cunho científico e extremamente profissional, o que traz altos impactos no cenário nacional com reflexos positivos no cenário internacional. 


Em 2018, um convite

Com as crescentes ações aqui no Brasil, colaborações em congressos internacionais e divulgação e atuação em formações com a ABT, em janeiro deste ano, fui contatada pelo Mr. David Salinger (lá da Ausrália), para participar do livro “Hairy Tales”, no qual tricologistas e estudantes da área de diferentes partes do mundo contariam suas histórias pessoais com o objetivo de inspirar e incentivar os profissionais já formados e os ainda em formação a se tornarem tricologistas.

Confesso que além da honra imensurável, fiquei surpresa com a questão de ser convidada para contar minha história de vida. As instruções eram: “Fale sobre você, onde nasceu, como foi sua infância, suas dificuldades e desafios, sua formação acadêmica e profissional, suas atuações, feitos que se orgulha e finalmente conselhos que gostaria de transmitir”. Mr. David Salinger, sempre me dizia: “conte tudo com detalhes, não se preocupe, vamos editar, simplesmente deixa suas ideias fluir no papel, sem limites”.

UAU! Ser protagonista deste relato foi uma experiência de reflexão pessoal e profissional muito gratificante.


O livro

Hair Brasil - Sandra Rojas - HAIRY TALES – trichologists from around the world tell their Stories"HAIRY TALES – trichologists from around the world tell their Stories" conta com histórias de 57 profissionais de 24 países do mundo. Do Brasil estamos Dr. Ademir, presidente IAT/Brasil, e eu. 

95% do meu texto foi  publicado e o resultado é gratificante: sete páginas contando minha história de vida e minha paixão pela tricologia.

É realmente muita emoção, muita honra. Significou consolidar meus sinceros esforços para que a Tricologia se desenvolva, cada vez mais, no cenário mundial!
 

*Sandra é coordenadora científica do Congresso de Tricologia da Hair Brasil, foi docente da Universidade Anhembi Morumbi, proprietária do Salão Duetto Hair e colaboradora da ABT em São Paulo.

 
Mais notícias sobre Coluna da Beleza | Voltar
ÁREA DO EXPOSITOR e MONTADOR
Usuário
Senha
Usuário
Senha