NOTÍCIAS [página inicial] [voltar]

12/02/2007

A terapia com os florais tranqüiliza o sono

* Viviani Farah

Os florais são essências naturais feitas de flores e não possuem agentes químicos em sua composição, nem contra-indicação, também não causam dependência e nem efeitos colaterais. Podem ser usados por recém-nascidos, crianças, adolescentes, adultos na Terceira Idade e gestantes.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o uso dos florais complementa a medicina tradicional, além de ser eficaz e recomendado pelos médicos conhecedores da Terapia Floral. Vale lembrar também que os remédios alopáticos criam uma dependência sem fim ao paciente e não permitem que o próprio indivíduo faça parte do seu processo de cura, ou seja, "alguém" faz isso por ele. Já os florais atuam no nível energético, fazem com que o insone "fabrique" no seu próprio cérebro o desejo de dormir, relaxando simultaneamente a mente e o corpo.

Não é muito difícil conhecer as causas multifatoriais da insônia como: estresse, ansiedade, preocupação, excesso de estímulos e informações, depressão, pesadelo, menopausa, TPM, pânico, medo, bebidas com cafeína, alimentos de difícil digestão, enfim, uma infinidade de questões a serem trabalhadas. O Dr. Edward Bach, médico inglês inventor dos Florais de Bach na década de 30, ficaria impressionado (se estivesse vivo) com o grande número de remédios para o tratamento da insônia.

Mas, ainda bem que entre as alternativas para não entrar na rotina dos remédios alopáticos, estão os florais que devem ser tomados sob a língua, porém concomitante a isso, é muito eficaz numa preparação em forma de spray, para que seja borrifado no quarto antes de dormir.

A insônia pode ser transitória como até mesmo crônica. Em ambos os casos, os florais atuam de maneira satisfatória. O terapeuta floral é imprescindível nesse processo para poder avaliar quais são as verdadeiras causas para o problema e facilitar a indicação dos florais. A consulta é demorada e somente um especialista habilitado poderá ajudar porque a privação do sono pode acarretar fadiga, dificuldade de concentração, irritabilidade excessiva e, em casos mais graves, até acidentes, pela lentidão dos reflexos, causando o efeito rebote no dia seguinte.

Mas com o avanço da Terapia Floral, muitos florais passaram a ser recomendados para a insônia, veja alguns deles:

White Chestnut - para acalmar os que têm pensamentos indesejados e preocupações fixas e repetitivas (tormento mental);

Aspen-para - para pessoas que têm medos, preocupações indefinidas, pressentimentos e pesadelos;

Rock Rose - para os que têm síndrome do pânico e sentem medo de pegar no sono e passar mal;

Red Chestnut - para pessoas com medo e preocupação excessiva com o bem-estar dos entes queridos.

Agrimony - para acabar com ansiedade oculta por uma máscara de “bom-humor”, que negam e evitam a dor emocional, preferindo os soníferos para anestesiar seus sofrimentos;

Scleranthus - para os que dormem e acordam várias vezes durante a noite;

Walnut - para os que sofrem com as influências externas e por qualquer barulhinho acordam e não pegam mais no sono;

Willow - para os que ficam remoendo ressentimentos e amarguras do cotidiano e não conseguem relaxar;

Impatiens - para os que são irritados, tensos e impacientes.

* Viviani Farah é terapeuta, pós-graduada em Terapia Floral, e diretora da Vick's Estética e Terapias complementares




envie este texto
para um amigo
versão para impressão