Brasil, 30 de Maio de 2024
30 de março de 2023

Polos de Cosméticos celebram participação na Hair Brasil

A Hair Brasil 2023 contou com dois espaços dedicados a Polos de Cosméticos: um deles, de Diadema, em São Paulo, e outro, em parceria com o Sebrae Nacional, com empresários da região amazônica brasileira.

DIADEMA



Segundo Lucia Bueno, diretora do Polo Cosmético de Diadema, 5o. produtor de cosméticos do Brasil, há 29 empresas produtoras e 8 destas indústrias estiveram presentes na Hair Brasil. A prefeitura da cidade quis aproveitar o pós-pandemia para se reposicionar no mercado alavancando os negócios e, para tanto, garantiram a participação na ediçã de 20 ano da Feira Internacional de Beleza, Cabelos e Estética. “A Hair Brasil superou todas as expectativas dos nossos expositores, que estão vendendo mais do que o esperado; queremos inclusive trazer mais empresas para a edição de 2024”, explicou.

 

Alexandre Aciolly, gerente de projetos da Better Me Cosméticos, que está no mercado há um ano e dois meses, conta que sua empresa, no momento, tem 18 produtos de cuidados faciais. “Queremos ser vistos como uma marca colorida e divertida, para passar ao público nossa confiabilidade, qualidade e custo acessível,” explica. Para o profissional, a feira promoveu a experimentação dos produtos, já que o posicionamento da marca se dá mais pelo online. “Fizemos muitas vendas e entramos em contato com muitos revendedores, nos surpreendemos com a boa experiência aqui”, justificou.

Pedro Batista, da Suport Cosméticos, apresentou aos visitantes o serviço de terceirização de cosméticos, que desenvolve produtos, qualifica os registros dos produtos desenvolvidos na ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - e todas as questões jurídicas. “Nossa atividade é estritamente de terceirização, quem vende é o cliente; o cliente fica responsável pela embalagem e distribuição, nós produzimos e envasamos”, explica. De acordo com o profissional, a receptividade foi boa, com muitos bons contatos, inclusive melhor que em outras edições.

SEBRAE
 


Jaçana Chagas, analista de comunicação do Sebrae Nacional, explica que nesta edição da Hair Brasil trouxeram empresários que trabalham produtos da Amazônia, produzidos com ativos da região. “Trouxemos 11 expositores e eles estão fazendo networking e comercializando; inclusive nosso estande é todo ambientado em folhagens verdes, que nos remetem à floresta,” justificou.

Thais Branco, da Farmácia de Manipulação São Lucas, trouxe produtos encapsulados como a Quitosana e Ômega 3, todas vitaminas naturais. "Trouxemos ainda sabonetes de rosa mosqueta, enxofre e Copaíba entre outros. Além disso viemos também com óleos 100% naturais, de Copaíba, Rosa Mosqueta, Rícino e Andiroba. Tivemos uma boa venda aqui na feira, estamos bem satisfeitos”, concluiu.

Cerlene de Oliveira Ramos, do Rei das Essências, explica que trabalham mais com xampús com os ativos amazônicos, como açaí, castanha do pará e Muru Muru, específicos para cabelos cacheados. “Trabalhamos com manteigas e óleos regionais, que nutrem os fios de cabelos. Têm xampus em líquido e barra, orgânicos, que tratam os cabelos, todos com ativos que pegamos com os ribeirinhos de comunidades locais,”explica. De acordo com ela a aceitação foi muito boa, adquirindo mais clientes.

Por fim, Ingrid Telles, do Ver o Fruto Ltda, trouxe para a feira um sabonete facial para pessoas com pele mista ou oleosa, à base de uma semente residual. "Trabalhamos a bioeconomia circular, transformando as sementes em matéria prima e adicionamos outros ativos como camomila, por exemplo,” esclareceu. A marca, que tem só um ano de existência, teve uma boa aceitação do público em geral. As conexões entre empresas foram um ponto extremamente positivo, de acordo com ela.

 
Mais notícias sobre Notícias da Feira | Voltar
ÁREA DO EXPOSITOR e MONTADOR
Usuário
Senha
Usuário
Senha