Brasil, 24 de Janeiro de 2022
01 de junho de 2015

Peptídeos e benefícios estéticos

Peptídeos e benefícios estéticos





Peptídeos e benefícios estéticos

Por Isabel Piatti

Não é de hoje que os peptídeos têm ganhado destaque nas formulações cosméticas, em especial nos produtos antienvelhecimento, por sua ação de estímulo aos fibroblastos. Mas o que poucos sabem é que eles também podem ser indicados para outras alterações inestéticas. Os peptídeos são formados pela união de aminoácidos, por meio de ligações peptídicas, sendo indispensáveis para o bom funcionamento do organismo. Quando há a união de dois aminoácidos, dá-se o nome de dipeptídeo, três são os tripeptídeos e quatro os tetrapeptídeos. Já os polipeptídeos são formados por uma longa cadeia de aminoácidos.

Os peptídeos encontram-se na forma mais concentrada que os Fatores de Crescimento, mas tanto um quanto outro podem ser descritos como citocinas produzidas por células do tecido, sendo responsáveis pelo processo de ‘comunicação celular’, que permite aos tecidos desempenharem a sua função. Através do envelhecimento e por decorrência de algumas doenças, a produção de peptídeos e Fatores de Crescimento é diminuída e, com ela, a fisiologia do tecido fica comprometida.

Quando vetorizados, o que lhes conferem rápida absorção, e sendo biomiméticos, os peptídeos atuam rapidamente na pele. Existem peptídeos que agem estimulando fibroblastos a recuperarem a sua capacidade de síntese, outros que são responsáveis por iniciar o processo de cicatrização, estimular a produção de matriz extracelular, promover angiogênese no folículo capilar e desta forma revitalizar e nutrir o couro cabeludo, ou mesmo provocar ação lipolítica, sendo aplicados no combate à celulite. Já os peptídeos dermodescontrácteis agem reduzindo a incidência de rugas e linhas de expressão.

Os peptídeos também podem estar presentes em várias formulações, atuando em sinergia com outros ativos cosméticos, sendo seguros e altamente eficazes em produtos de clareamento de manchas; melhora do processo de cicatrização, remodelação e renovação celular; produção de matriz extracelular, que envolvem fibras e glicosaminoglicanas; angiogênese no folículo capilar para revitalizar e nutrir o couro cabeludo, aumentando a quantidade de folículos; redução das rugas; melhora da elasticidade e aumento da espessura da pele; e recuperação da estrutura dérmica, no caso da celulite, entre outros.

Alguns exemplos de peptídeos utilizados em cosméticos são:

• B-White: clareador com inovador mecanismo de ação. Inibe tanto a pigmentação constitutiva (genética) quanto a facultativa (fotoexposição).
• Carnosine: peptídeo de última geração, com ação antiaging completa. Antiglicante combate as reações de cross-linking.
• TGP-2 peptídeo:  ação despigmentante retarda o crescimento de pelos e anti-inflamatório.
• Matryxil Sinthe 6: preenchedor de rugas, uniformiza o relevo cutâneo, estimula a síntese de colágeno I, III e IV, fibronectina, ácido hialurônico e laminina 5.
• IDP2 Peptídeo: único do mercado que atua na epiderme, derme e tela subcutânea, promovendo o preenchimento de dentro para fora das camadas.
• Syn Coll: imita o mecanismo do corpo para produzir colágeno. De alta penetração, remove rugas e repara marcas de expressão.
• CG-EGF (Fator de Crescimento Epidermal): promove turnover celular, acelerando o processo de renovação. Reduz e previne linhas e rugas, devolve a uniformidade no tom da pele, promove vitalidade e energia.
• CG-IGF (Fator de Crescimento Insulínico): aumenta os níveis de colágeno e elastina atuando em linhas e rugas, reduz manchas avermelhadas, fortalece os cabelos estimulando fios mais densos e fortes.
• CG-VEGF (Fator de Crescimento Vascular): estimula a angiogênese (novos capilares sanguíneos), melhorando a irrigação tecidual e facilita a nutrição do folículo capilar, estimulando seu crescimento.
• B-FGF (Fator de Crescimento Fibroblástico básico): estimula os fibroblastos, prevenindo e reduzindo linhas e rugas, repara cicatrizes e escoriações e fortalece a elasticidade cutânea.

 

Isabel Piatti
Profissioal Aisthesis. Técnica em Estética. Graduanda de Tecnologia de Estética e Imagem Pessoal. Especialista em Cosmetologia. Palestrante no VI Congresso Mundial de Medicina Estética da IAAM/ASIME, 2009, em São Paulo. Palestrante no 8º Congresso Internacional de Medicina Estética e Cirurgia Cosmética em Guaiaquil, Equador, em 2011. Palestrante em Congressos de Estética e Cosmetologia pelo Brasil. Diretora de Treinamentos da Buona Vita Cosméticos. Coordenadora do Departamento de P&D da Buona Vita Cosméticos. Colaboradora técnica de Revistas e sites da área de Beleza e Estética. Autora do Livro Biossegurança Estética & Imagem Pessoal – Formalização do Estabelecimento, Exigências da Vigilância Sanitária em Biossegurança.
E-mail: isabel@buonavita.com.br
 
Mais notícias sobre Coluna da Beleza | Voltar
ÁREA DO EXPOSITOR e MONTADOR
Usuário
Senha
Usuário
Senha