Brasil, 20 de Janeiro de 2018
30 de novembro de 2017

O Visagismo em conexão com as revelações da ciência sobre os mistérios da vida

Por Robson Trindade

Especialistas do mundo inteiro estiveram no Brasil para o lançamento da tese chamada Designer Inteligente. Estes cientistas acreditam que a perfeição e a complexidade da natureza, comprovam a existência de um ser superior.
O que há por trás do bater de asas de uma borboleta?
Ou das cores vibrantes das penas dos pássaros?
O que há em comum entre a concha do mar e a força dos furacões?
Que mistérios guardam nossas células? 
E o DNA? Que é o responsável por tudo que somos. Os principais nomes de um ramo da ciência pretendem responder questões como esta.

De tudo o que há na natureza, o que mais impressiona os cientistas são as células, a chamada unidade básica da vida. São as menores partes que compõem os seres vivos, vegetais ou animais. O corpo humano é formado por cerca de 100 trilhões de células que dão origem a tecidos e órgãos. 

“Dizem eles, que ao contrário do que pregaram por 150 anos, acreditam que há evidência de inteligência na vida e no universo”.
Eles são estudiosos do chamado, Designer Inteligente, uma linha de pesquisa que acredita que a complexidade da vida e a perfeição da natureza, comprovam a existência de um ser superior.

“Argumentam que a vida e o universo foram feitos prontos, planejados para a vida de um ser extremamente inteligente, com designer, arte e perfeição”.
Temos atualmente um grupo de estudiosos e defensores do Designer Inteligente, entre eles o cientista Marcus Eberlin que coordena o núcleo de pesquisa em ciência fé e sociedade, da Universidade Mackenzie em São Paulo, recentemente inaugurado em parceria com instituições americanas. Outro defensor é o americano Dr. Michael Behe, bioquímico e professor. E o Dr. Müller físico que coordena as pesquisas da universidade de Tucky nos EUA. 

Estudiosos que afirmam e consideram a existência de um super engenheiro e um super arquiteto na concepção da vida. Constatam e afirmam que houvera “Um arquiteto que tinha a vida em mente, um criador que fez a vida deliberadamente”.
Não é de hoje que os cientistas procuram pistas deste arquiteto da vida.

Segundo o astrônomo italiano Galileu Galilei, há mais de 400 anos, “a matemática é o alfabeto com qual Deus escreveu o universo”.

E a matemática?
A matemática procura provar que tudo no universo segue uma lógica. 
Mas foi ainda antes da idade média, que outro italiano, Leonardo Fibonacci decifrou parte deste alfabeto. 

Ele descobriu o padrão do número que se repete em quase tudo na natureza, e em sua homenagem esse padrão passou a ser conhecido como ‘sequencia de Fibonacci’, quem tornou este tema reconhecido mundialmente foi o então Leonardo da Vinci que embora, tenha sido o divulgador, nomeou a obra com o nome do criador, para que todos soubessem que o responsável pela descoberta fora o Fibonacci. 

Uma sequência lógica de números que podem ser expressas em formas geométricas.
Segundo o professor Visagista Robson Trindade, “em cada quadrado somos capazes de construir arcos, linhas tortas, ligando um arco no outro, formando uma espiral que chamamos ‘espiral de Fibonacci”, esta espiral aparece em diversos lugares de nosso cotidiano. 

Como por exemplo, em nossa orelha, que segue o mesmo formato de uma espiral; ou ainda em um redemoinho capilar que  se assemelhar  com o movimento da concha do mar, ou até mesmo podem ser percebidas no posicionamento das estrelas no universo. O mesmo rodamoinho se forma também quando temos um furacão. 

A sequência de Fibonacci foi encontrada também nas ondas do mar, nas pétalas de rosas, na distribuição das sementes do girassol e até nos hexágonos da casca do abacaxi e tudo que compõe as belezas da natureza.

Mais uma comprovação matemática para a existência de uma mente inteligente por trás da criação, seria o chamado de numero de ouro ou proporção áurea, representada pela letra Phi (Fi, Φ). Numero de ouro, também representado pelos dígitos 1,618 está presente na construção de uma das obras mais importante da antiguidade - “O Partenon”. 

Foi usado também por Leonardo da Vinci em sua obra “Monalisa”, o quadro mais famoso do mundo.Explico, “esta regra do numero áureo, aparece com a sequência de Fibonacci e é aplicado em diversas situações como eram também associadas com há ideia gregas de perfeição, equilíbrio e beleza humana”.

“Ao medirmos a altura do corpo e dividirmos pela distancia do seu umbigo até o chão, vamos encontrar também, aproximadamente a medida 1,618 (=) 1 Phi. Se abrirmos os braços e pegarmos a distância das extremidades dos dedos,  dividirmos sobre a distância equivalente da ponta da extremidade dos dedos da mão direita até o ombro esquerdo dará 1,618 de novamente”. A matemática da proporção.

Outras visões
O americano Douglas Axe estuda biologia molecular há mais de 25 anos e garante que não existe a mínima possibilidade da vida ser um acidente, um acaso da evolução do planeta. Para ele, as células são complexas de mais e só podem ter sido criadas de propósito por um ser inteligente.
 
Já Dr. Michael Behe concorda e compara a célula com uma fábrica repleta de máquina e serviço, ela produz a troca com as células vizinhas os elementos fundamentais a vida, tudo coordenado por uma espécie de computador central, o chamado DNA. Você já deve ter ouvido falar dele! O DNA é um conjunto de informações genéticas que define as características dos seres vivos, entre os humanos é o DNA que informa o sexo, a cor da pele, dos cabelos e o formato do rosto, entre outras coisas. 

São seis bilhões de informações condensadas em uma estrutura microscópica e extremamente eficiente. O presidente da sociedade brasileira de Designer Inteligente considera o DNA, o código mais avançado de que se tem notícia: e diz: “temos a molécula de DNA como um modelo. Por quê? Quando descobrimos esta molécula, vimos  que se tratava de uma molécula fantástica, havia evidências que uma mente inteligente projetará a vida - como um software da vida. E esse software tem o que? Tem um código e este  código tem um plano de mente inteligente”.

Nos EUA, um grupo de pesquisadores afirma ter identificado uma sequência de números, que sempre se repete no DNA humano. Seria uma espécie de assinatura de Deus, segundo o engenheiro da computação Gregg Braden. Ao considerar a carga dos elementos químicos do DNA, os pesquisadores teriam identificado o seguinte padrão numérico: 10 – 5 – 6 – 5. No intuito de identificar este código tiveram a idéia de substituir os números por letras hebraicas. 

Em hebraico, a língua oficial de Israel que aparece na bíblia, os números são representados por letras, como explica a professora israelense Naamá Silverman Forner - “a escrita hebraica é muito antiga e já tem textos escritos 1.000 anos antes da era comum. Nesta época, ainda não havia sido inventado, o sistema decimal dos números que usamos agora. Na bíblia, no primeiro testamento, podemos ver não só os números dos versículos, os números dos capítulos, mas também as páginas onde sua contagem esta feita em letras e não em números”. 

A sequência numérica 10, 5, 6, 5, foi transcrita para as respectivas letras em hebraico, 10 - Yod ( י ), 5 - He ( ה ), 6 - Vav ( ו ), 5 - He ( ה ). Veja o resultado: a sequência (He Vav He Yod) corresponde à palavra Javé ou Deus em hebraico.

Apesar de todo avanço da medicina, cerca de 90% das informações genéticas, ainda são um mistério. O professor Eberlin diz que: as descobertas científicas trazem implicações serias para toda humanidade, mas cada vez mais reforça os argumentos pra quem acredita no Designer Inteligente sabe que há uma assinatura de uma força superior. 

Ainda comenta que: “vamos ter que entregar essa informação para a filosofia e a teologia e com bons filósofos e teólogos que todos somos, vamos colocar nossa filosofia e teologia em cima deste dado científico encontrar a melhor opção; - eu óbvio acho que a melhor opção é Deus. Como seres humanos temos esse direito de especular em cima de uma descoberta científica de que uma mente inteligente orquestrou o universo e a vida”.

Referência: www.record.com.br


 

 
Mais notícias sobre Coluna da Beleza | Voltar
ÁREA DO EXPOSITOR
Usuário
Senha
Usuário
Senha