NOTÍCIAS [página inicial] [voltar]
06/02/2012


Buona Vita Cosméticos encerra 2011 com balanço positivo


Abertura de novos mercados com prospecção internacional, lançamentos de produtos, ingresso na área médica, participação em feiras e congressos de estética e medicina, realização de simpósios em várias cidades do território nacional, além do lançamento do CIA-BV (Centro Internacional de Aprimoramento Buona Vita), são algumas das ações e estratégias que fizeram de 2011 um ano marcante em termos de crescimento e visibilidade da marca Buona Vita nacional e internacionalmente.

Simpósios

Mais do que levar capacitação e informações técnicas aos profissionais de estética de todo o país por meio dos Simpósios Buona Vita - foram cerca de 50 cidades visitadas e um total de mais de 4 mil participantes em todo o país -, a equipe técnica da empresa se destacou pela didática e qualidade metodológica apresentada durante os eventos.

Instituições de Ensino

Visando a aproximação com as Instituições de Ensino na área de estética de todo o país, a Buona Vita promoveu uma ação inédita trazendo coordenadores, professores e representantes dessas entidades para a sede da empresa, em Curitiba. Com isso, a Buona Vita busca reforçar a importância da formação e quer atuar ao lado dos mestres e professores nesse processo.

Área Médica

O ano de 2011 também levou resultados na área médica. As feiras e eventos médicos em que a empresa esteve presente foram um termômetro de que a direção está certa: os profissionais da área médica ficaram satisfeitos com a proposta de cosméticos para auxiliar nos procedimentos médicos voltados para a estética, com indicação desde a busca por melhora da aparência da cicatriz, recuperação de lesões, ação antienvelhecimento, além de promover crescimento capilar e melhora da circulação.

Expansão Internacional


O último período também foi de expandir territórios comercialmente. Em 2011, a empresa marcou presença em países dos continentes americano e europeu, como Canadá e Portugal, além de conquistar seguidores sul-americanos do Chile, Peru e Equador, com exportações já para Grã-Bretanha e Japão.
envie este texto
para um amigo
versão para impressão