NOTÍCIAS [página inicial] [voltar]
16/05/2011


CABELEIREIROS CONTRA AIDS
Campanha mundial comemora 10 anos com evento em São Paulo






Nos 10 anos da Campanha Cabeleireiros Contra Aids, a L'Oréal Professionnel e a UNESCO têm muito o que comemorar. E, durante o mês de maio, nos 30 países onde a campanha está presente, já estão sendo realizados eventos festivos no intuito de reforçar a importância dessa ação mundial, que conscientiza a sociedade sobre a prevenção da AIDS e tendo como porta-voz o cabeleireiro.

No Brasil, os eventos já começaram pelo Rio de Janeiro, e amanhã (dia 17) chega a São Paulo. A comemoração terá como tema a juventude – foco da UNESCO para 2011 - e, por esse motivo, contará com um treinamento para jovens cabeleireiros na parte da manhã, na Academia L'Oréal.

O Representante da UNESCO no Brasil, Vincent Defourny, destacou a importância do programa e o papel da educação como principal instrumento de mobilização na prevenção do vírus da Aids. "O acesso a informações de qualidade e cientificamente comprovadas favorece a redução da discriminação contra pessoas que vivem com HIV e aids, dentro das escolas e em espaços de grande convívio social como é o caso de salões de beleza", afirmou Defourny.

Já Christian Munchenbach, Diretor da Divisão de Produtos Profissionais da L'Oreál Brasil, acredita na campanha porque, segundo ele, "O profissional é na maioria das vezes o grande confidente dos seus clientes e, por isso, torna-se um grande formador de opinião, propagador de Cabeleireiros Contra Aids", afirmou Munchenbach que vai participar da mesa redonda sobre o tema "Estigma e Discriminação" com a presença de representantes da L´Oréal, UNESCO, Ministério da Saúde, Sociedade Viva Cazuza, Organização Bandeirantes, cabeleireiros e celebridades.

Presente em 30 países

A Divisão de Produtos Profissionais da L'Oréal e a UNESCO reforçam o compromisso social, com o apoio de uma sólida rede de educadores e salões engajados ao redor do mundo. E Tops cabeleireiros como Helio Diff (BSB), Wanderley Estrella (BSB), Matheus Vieira (SP), Silene Olmo (SP), Cesar Augusto (POA), John Miyata (SP), Charles Veiyga (SP) e João da Matta (SP), Jô Nascimento (SP), Ricardo Chamorro (SP), Viktor I (SP) e Fabio Chaves (SP) participam do evento na capital paulista.

Vale lembrar que o programa de Educação Preventiva Contra a AIDS começou em 2001 na África do Sul, mas foi lançado mundialmente, em 2005, com a assinatura, em Paris, de um acordo entre a presidência da L'Oréal Divisão de Produtos Profissionais e a UNESCO. O Brasil foi um dos primeiros países a aderir à campanha, em 2006, tendo o apoio do Ministério da Saúde, por meio do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais. O país foi escolhido pelo reconhecimento mundial que tem como uma das nações que desenvolve os melhores programas de tratamento e prevenção contra a aids. Atualmente, 30 países participam desta campanha e mais de 300 academias L´Oréal estão envolvidas ativamente na mesma.

No Brasil, 630 mil pessoas são portadoras do vírus HIV e estima-se que 200 mil não sabem que têm a doença. O programa de Educação Preventiva Cabeleireiros contra aids já chegou a quase 1 milhão de pessoas por meio de cursos, treinamentos, participação em feiras e ações diversas. No site www.cabeleireiroscontraaids.com.br, o profissional de beleza, seja dono do salão ou cabeleireiro, recebe gratuitamente materiais de divulgação: banners para decorar o salão, brochuras informativas para seus clientes, broches e ímãs com perguntas e respostas sobre a doença.

Calendário Brasil


Uma das grandes iniciativas do projeto é o Calendário Cabeleireiros Contra Aids. A ideia nasceu no Brasil em 2009 e em 2011 ganhou o mundo. O projeto conta com 12 fotos assinadas por fotógrafos de moda de celebridades brasileiras, com looks feitos por distintos cabeleireiros. Cada mês é ilustrado por uma artista diferente e por uma mensagem de prevenção ao HIV/aids. Com o slogan "Quem cuida da beleza, cuida da saúde", os famosos vestem a camisa da campanha, criada especialmente pelo estilista Carlos Tufvesson. Toda a venda do calendário, que custa R$10/unidade, é revertida para a Sociedade Viva Cazuza (www.sociedadevivacazuza.org.br).
envie este texto
para um amigo
versão para impressão